• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Artigo

Servidores de Abreu e Lima conquistam maior reajuste da Região Metropolitana

Publicado: 26 Julho, 2011 - 00h00

Após duas rodadas de negociação, o Sindicato dos Servidores Municipais de Abreu e Lima (Sismal), filiado à CUT-PE, e a Prefeitura chegaram a um acordo salarial. Em pauta temas como folha de pagamento, tabela do Plano de Cargos e  cálculos financeiros. Apesar do debate sobre o impacto orçamentário, no final prevaleceu o bom senso entre a categoria e o município.

Diferente de servidores de outras cidades da Região Metropolitana do Recife, que continuam em busca de negociação salarial e com as prefeiturasl, ou outras que tiveram um reajuste bem aquém do requerido, os servidores de Abreu e Lima comemoram o descongelamento salarial que sofriam há dois anos.        

As reuniões contaram com as presenças  representantes da diretoria do Sismal, da base dos servidores e do prefeito, Flávio Gadelha. O saldo não poderia ser outro: a conquista da unificação dos níveis fundamentais e um reajuste de 20% no salário base dos servidores de nível técnico, médio e fundamental, este último agora com um salário base de R$ 654,00 .

O nível superior teve um ganho de 4% e os professores a garantia da implantação do Piso Nacional do Magistério estipulado pelo MEC, ou seja,, R$ 891,00 para 150 horas e R$ 1.188,00 para 200 horas.

O impacto desse reajuste na Região Metropolitana tem como reflexo o contraste de outras cidades como Cabo de Santo Agostinho, concedeu 7,3% para os servidores e não dialoga com o sindicato; Camaragibe reajustou o salário dos servidores em 6,8% e também não dialoga com o sindicato; Em Paulista os servidores paralisaram as atividades e ameaçaram entrar em greve, para o governo conceder 7%; E em Recife, que os servidores paralisaram as atividades e ameaçaram chegar à greve por um reajuste maior. Em Abreu e Lima, a situação foi bem diferente.

Fonte: Sindicato dos Servidores Municipais de Abreu e Lima