• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Categoria metalúrgica decide nesta sexta-feira (14) pelo estado de greve

Dentre as propostas que foram negadas pelo patronal estão o reajuste de 5,5% e que a homologação não seja feita no sindicato.

Publicado: 14 Setembro, 2018 - 17h10 | Última modificação: 14 Setembro, 2018 - 17h22

Escrito por: Assessoria de Imprensa e Comunicação: Manuela Lira, jornalista

Sindmetal-PE
notice

Após a última rodada de negociação que aconteceu na tarde de hoje na sede do Ministério do Trabalho, a categoria se reunirá amanhã, em assembleia geral, na sede do no Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações de Pernambuco (SINTELL-PE), a partir das 18h30 para decidir se haverá ou não estado de greve. Dentre as propostas que foram negadas pelo patronal estão o reajuste de 5,5% e que a homologação não seja feita no sindicato, para que a entidade não possa fiscalizar se há ou não perda de direitos por parte dos trabalhadores.

“Na realidade hoje temos várias empresas que vem  manipulando para  não pagar corretamente o direito dos trabalhadores na hora que for demitido. Além  disso as empresas não estão aceitando homologar no sindicato para poder demitir os trabalhadores doentes, com cirurgia marcadas, demitir pré -aposentados, não pagar as multas, não pagar os aumentos quando demitir, não pagar os avisos prévios de acordo com a convenção coletiva e a projeção, não pagar a cláusula que os trabalhadores que tiverem mais de 5, 7, 10 e 15 anos de empresas que podem tirar mais ou menos 5 salários do trabalhador”, enfatizou o presidente do Sindmetal-PE, Henrique Gomes.

Com a homologação sendo feita na empresa o jurídico trabalhista e previdenciário do sindicato não poderá acompanhar e a empresa poderá manipular os s valores que os trabalhadores têm de receber de acordo com a Convenção Coletiva de Trabalho (CTT).

Desde o início do mês passado, o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Pernambuco tem realizado várias mobilizações, sensibilizando trabalhadores e trabalhadoras em mais de 16 fábricas, dentre estas a Gerdau Ball Corporation, Spectrum Brans, Musashi, Gestamp, Moura (Belo Jardim), Roca, Isoeste. Foram através dessas mobilizações que o Sindmetal-PE junto com os trabalhadores e trabalhadoras conseguiu barrar cinco pontos da Reforma Trabalhista, além de conseguir manter que as eleições do representante de delegado sindical sejam realizadas pelo sindicato, pois os patrões queriam que fosse pela empresa.

Essas vitórias foram resultado da união da classe metalúrgica, o Sindmetal-PE não medirá esforços para garantir os direitos da categoria e para ampliar conquistas.

Serviço-  O Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações de Pernambuco (SINTELL-PE), localizado na Rua Afonso Pena, 333 – Boa Vista, Recife.

Assessoria de Imprensa e Comunicação:

Manuela Lira, jornalista

carregando