• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Comitê em Defesa das Empresas e do Serviço Público tem reunião hoje (21)

Publicado: 21 Outubro, 2019 - 12h00 | Última modificação: 21 Outubro, 2019 - 12h31

Escrito por: Imprensa CUT PE

Divulgação
notice

O governo Bolsonaro e sua equipe estão empenhados em viabilizar o desmonte do estado brasileiro, abrindo mão da soberania nacional, privatizando as empresas públicas e sucateando a educação e a saúde pública.

No sentido de barrar as ações desse governo entreguista, vários movimentos de resistência estão sendo encaminhados, a exemplo da criação de comitês em defesa das empresas e do serviço público; da Frente Parlamentar e Popular em Defesa da Soberania Nacional, lançada em setembro passado; das diversas audiências públicas realizadas em todo país, das entidades que representam as empresas e o serviço público e dos inúmeros atos públicos e coletas de abaixo assinado, realizados nos diversos estados, contra as privatizações e em defesa da soberania nacional.

Aqui em Pernambuco, a luta pela soberania nacional tem sido constante. Estamos contra as privatizações, o desmonte do serviço público e, principalmente, em defesa da educação, da saúde pública, da previdência e seguridade social. A luta segue contra as ações desse desgoverno, em defesa das nossas empresas públicas: a CHESF/ELETROBRÁS, pelo desenvolvimento social e tecnológico, emprego e preservação do Rio São Francisco; o SERPRO e a DATAPREV, como empresas estratégicas para a população brasileira; a PETROBRAS, nosso símbolo da soberania nacional que potencializa nossa economia e autonomia energética; o BANCO DO BRASIL, a CAIXA ECONÔMICA e o BANCO do NORDESTE, que são fundamentais para o desenvolvimento econômico do país; os CORREIOS, patrimônio histórico do povo brasileiro e o METRÔ Pernambuco, pela defesa de um transporte público, estatal e de qualidade.

Ao todo são 17 empresas públicas na lista de privatização do governo, mais o desmonte dos Serviços Públicos nas três esferas, Federal, Estadual e Municipal. Diante desse cenário, compreendemos que se faz necessário e urgente a retomada das atividades do Comitê Pernambuco em Defesa das Empresas e do Serviço Público.

Vamos unificar nossas pautas com todos os segmentos da sociedade que lutam por democracia e por uma sociedade soberana.