• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Sindicalistas fazem panfletagem no aeroporto contra a reforma da previdência

Publicado: 07 Agosto, 2019 - 14h12 | Última modificação: 07 Agosto, 2019 - 14h21

Escrito por: CUT PE

CUT-PE
notice

 

Nos aeroportos, a CUT realizou nesta terça-feira (06/08) mobilização para pressionar os deputados a votarem contra a matéria no segundo turno, votação prevista para acontecer nessa primeira semana de agosto, contra o desmonte do Brasil, a entrega da Petrobras para o capital estrangeiro e contra a criminosa reforma da Previdência Social.

No Recife, os sindicalistas se concentraram a partir das 05h, no Aeroporto Internacional dos Guararapes Gilberto Freyre, com a distribuição de panfletos. contra o desmonte do Brasil, a entrega da Petrobras para o capital estrangeiro e contra a criminosa reforma da Previdência Social. Dos 25 deputados pernambucanos, 14 votaram a favor da reforma da Previdência no primeiro turno. A ideia foi pressionar esses parlamentares a mudarem o voto no segundo turno. Ainda, hoje, às 15h, está programado um ato no Congresso Nacional. A concentração será no Espaço do Servidor. Na quarta e quinta, os sindicalistas estarão percorrendo os gabinetes dos deputados para convencê-los a votarem contra a PEC 06/19.

Vale salientar que regras nocivas para concessão de benefícios previdenciários, o desmonte da educação pública e os desmandos do governo de extrema-direita de Jair Bolsonaro (PSL) serão os principais alvos das manifestações marcadas para 13 de agosto, Dia Nacional de Mobilizações, Paralisações e Greves Contra a Reforma da Previdência.

“Avaliamos que temos condição de reverter a aprovação. Estamos centrando nossas forças na Câmara. Depois ainda haverá a votação no Senado. Se não revertermos essa votação o Brasil ficará em uma situação extremamente difícil. Com a população desempregada, sem acesso aos serviços públicos e sem condições de se aposentar”, comentou o presidente da CUT-PE, Paulo Rocha.  

Nesta quarta-feira, os sindicalistas irão visitar os gabinetes dos deputados para convencê-los a votar contra a reforma.  No próximo dia 13 haverá uma grande mobilização nacional contra a reforma da Previdência. Em Brasília, o ato será realizado em conjunto com a Marcha das Margaridas.