• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Educação em greve em Olinda

Os educadores decretaram greve no dia 6 de junho, há quase duas semanas

Publicado: 19 Junho, 2018 - 11h16

Escrito por: Assessoria de Comunicação

Divulgação
notice

Os professores da rede municipal de Olinda, aqui na Região Metropolitana do Recife estão em greve.

Os educadores decretaram greve no dia 6 de junho, há quase duas semanas. Desde o mês de janeiro os professores têm se reunido com a Prefeitura de Olinda e, já em junho, o Poder público municipal apresentou a proposta de reajuste salarial de apenas 3% e que só seriam pagos a partir de setembro.

A Prefeitura de Olinda tem um acordo firmado com os professores para reajustar o salário a cada dois anos. O último aumento foi em 2016 e este ano, pelo acordo, os educadores deveriam ter um novo reajuste.

Além da questão salarial, os educadores se queixam que as escolas não têm estrutura adequada, não oferecem condições dignas de ensino aos professores e nem de aprendizado para as crianças.

Uma das escolas chegou a ser interditada pela Defesa Civil porque está localizada próximo a uma barreira que está ameaçada de cair sobre a escola, um risco ainda maior em tempos de chuva. Mas adivinhem só: a Prefeitura reabriu a escola e está mantendo as aulas do mesmo jeito, com risco de desabamento da barreira.

Os professores já realizaram protesto em frente à Prefeitura, caminhadas e alguns dos bairros mais populosos, buscando diálogo com estudantes e familiares desses estudantes para compreenderem os motivos dessa paralisação.

Ontem (18) houve dois atos, um pela manhã e outro à tarde. Mas a Prefeitura parece não querer muito diálogo: divulgou uma nota à imprensa afirmando que os professores que seguirem em greve terão descontos nos seus salários. E que triste ironia esse comportamento do Executivo municipal, já que o prefeito de Olinda se apresenta publicamente como "Professor" Lupércio.

Já hoje, desde as 9h da manhã, está acontecendo uma Audiência Pública na Câmara de Vereadores de Olinda, para debater a pauta dos professores e o orçamento municipal para tentar viabilizar o cumprimento do acordo entre Prefeitura e Educadores.

carregando