• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

A luta agora é no Senado. Só a luta garante nossos direitos!

Mobilização e ato público no Recife

Publicado: 12 Agosto, 2019 - 10h35 | Última modificação: 12 Agosto, 2019 - 15h52

Escrito por: Marize Muniz com informações adicionais da CUT-PE

Divulgação CUT
notice

A Câmara dos Deputados aprovou em duas votações itens da reforma da Previdência. Entre eles, o fim da aposentadoria por tempo de contribuição e estabelece a obrigatoriedade da idade mínima para se aposentar de 65 anos para os homens e 62 anos para as mulheres. Além disso, limita o  benefício à média de todos os salários, inclusive os mais baixos, o que derrubar o valor; e estabelece regras de transição para quem já está no mercado de trabalho. 

A maioria dos deputados rejeitou todas as alterações propostas pela oposição para tentar diminuir os prejuízos da reforma de Bolsonaro para os trabalhadores. Centrais e oposição se preparam para lutar no Senado. Entre os itens que os deputados da oposição tentaram mudar e a maioria rejeitou, mas que ainda podem ser revertidos no Senado, estão a retirada do item da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 06/2019 que prevê pensão inferior ao salário mínimo (hoje de R$ 998,00) nos casos em que viúvas e órfãos tiverem outra fonte formal de renda; e a alteração do texto que adequava a contribuição dos trabalhadores e trabalhadoras com contratos intermitentes aos ganhos mensais.

Vale salientar que a Reforma da Previdência proposta pelo governo de extrema-direita de Jair Bolsonaro (PSL) aprovada na Câmara dos Deputados na semana passada não é a última instância em que as bancadas de oposição, centrais sindicais e movimentos sociais têm para lutar contra as maldades da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 06/2019 do governo de Jair Bolsonaro (PSL). 

A CUT Pernambuco convoca as entidades sindicais os professores, alunos e os movimentos populares, para participar em 13 de agosto, terça-feira, do Dia Nacional de Mobilização, Paralisações, Assembleias e Greves, contra a Reforma da Previdência, em Defesa da Educação Pública e por Empregos. “As CUT’s Estaduais, seus sindicatos, federações e confederações, as demais centrais sindicais, além dos representantes dos movimentos sociais estão organizando e mobilizando suas bases para que a manifestação seja uma das maiores já realizadas”, afirma Vagner Freitas. “A luta agora é no Senado”, conclui o presidente da CUT.

Vamos todas e todos, junt@s, lutar contra os desmandos, retrocessos e ataques desse governo opressor e tirano. Concentração: 15h, em frente ao Ginásio Pernambucano (GP), na Rua da Aurora, em Santo Amaro, no Recife.

Estão programadas manifestações nas cidades de Petrolina, Caruaru, Garanhuns, Cabo de Santo Agostinho e Vitória de Santo Antão.

É HORA DE VIRAR O JOGO! VAI TER LUTA!