• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Praça do Derby palco da manifestação "Lula Livre"

O presidente da CUT-PE, Carlos Veras, destacou que o eixo de luta nesse momento é mais do que nunca defender Lula, a democracia e denunciar a violência institucional

Publicado: 09 Abril, 2018 - 11h11

Escrito por: Assessoria de Imprensa da CUT-PE

PH Reinaux
notice

A manifestação pró-Lula no Recife organizada pela Frente Brasil Popular teve início às 15h desta sexta-feira (6) na Praça do Derby. Uma hora depois do início, centenas de pessoas ocupavam o local, na região central da capital pernambucana. Os demais atos aconteceram em Serra Talhada, Arcoverde, Ouricuri, Garanhuns e Petrolina. 

O presidente da CUT-PE, Carlos Veras, destacou que o eixo de luta nesse momento é mais do que nunca defender a inocência de Lula, a democracia e denunciar a violência institucional contra o ex presidente. “

Este é o único ato acontecendo no Recife realizado por simpatizantes ao ex-presidente, mas em outros pontos do Estado também ocorrem movimentações contra a prisão de Lula. Também pela manhã houve protestos nas rodovias que cortam Pernambuco.

De acordo com o presidente estadual da CUT e pré-candidato a deputado federal, Carlos Veras, os manifestantes devem assistir, na praça, ao pronunciamento de Lula - previsto para esta tarde - e, em seguida, seguir em caminhada, mas o destino só será decidido na hora. 

Veras criticou a postura do juiz Sérgio Moro em acelerar o processo. "Eles não tem limites. Há um desrespeito à cConstituição. É um desrespeito ao direito a defesa. O desrespeito ao povo é muito grande. Já tava pronto esse despacho. Em vinte minutos ele aprontou?

O deputado Silvio Costa (Avante) também reforçou uma "perseguição política contra Lula" e criticou a postura do judiciário. "É o primeiro líder mundial que será preso sem a chamada 'materialidade do caso'". Apesar disso, Costa também defende que "o presidente Lula tenha celeridade e vá para o diálogo. O diálogo é o melhor caminho. Eu acho que, na próxima semana, o supremo vá rever essa decisão e o presidente Lula sairá muito maior desse episódio", disse.

De acordo com o presidente estadual da CUT e pré-candidato a deputado federal, Carlos Veras, os manifestantes devem assistir, na praça, ao pronunciamento de Lula - previsto para esta tarde - e, em seguida, seguir em caminhada, mas o destino só será decidido na hora.

Veras criticou a postura do juiz Sérgio Moro em acelerar o processo. "Eles não tem limites. Há um desrespeito à Constituição. É um desrespeito ao direito a defesa. O desrespeito ao povo é muito grande. Já tava pronto esse despacho. Em vinte minutos ele aprontou?".

Fonte:Anna Tenório, da Folha de PE

carregando
carregando