• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Raça e Etnia” é tema de Plenária da Plataforma da Classe Trabalhadora, nesta quarta-feira (18), em Serra Talhada. 

Estão confirmadas as presenças do presidente e vice-presidente da CUT-PE, Carlos Veras e Paulo Rocha, respectivamente.

Publicado: 17 Abril, 2018 - 17h54

Escrito por: Assessoria de Imprensa da CUT-PE

Tempus
notice

Prossegue nesta quarta-feira, 18 de abril, a partir das 09h, na sede da Fetape de Serra Talhada (Pólo Sindical do Sertão Central - Rua Padre Ferraz, 232, as atividades das plenárias da Plataforma da Classe Trabalhadora, organizada pela Central  Única dos Trabalhadores de Pernambuco (CUT-PE), com apoio dos movimentos sociais, para discutir “Raça e Etnia”. O evento vai ter como convidado o secretário de Combate ao Racismo do Partido dos Trabalhadores(PT), Igor Prazeres. Também estão confirmadas as presenças do presidente e vice-presidente da CUT-PE, Carlos Veras e Paulo Rocha, respectivamente,

“Convocamos todos os sindicatos filiados, movimentos populares e aos trabalhadores e trabalhadoras para participar de mais uma plenária de Atualização da Classe Trabalhadora. É importante a presença de todos e todas nesta atividade. Lembramos que cada plenária nossa também será um ato de solidariedade ao ex-presidente Lula, preso na sede da sede da Polícia Federal, em Curitiuba”, pontuou o presidente da  CUT-PE, Carlos Veras.

A programação segue ainda nesta semana, com atividades programadas para os dias 19 (quinta-feira) em Petrolândia; dia 20 em Garanhuns (sexta-feira) e 21 (sábado) em Caruaru, onde serão abordados os temas de segurança publica, serviço público,e trabalho, emprego e renda.

Carlos Veras enfatizou  que este ano será desafiador e decisivo para a sociedade brasileira, uma vez que é necessário discutir com a sociedade as propostas que irão fazer parte do documento que será apresentado aos (as) candidatos (as) pernambucanos(nas) que concorrerão às eleições em 2018. “ Precisamos mudar a correlação de forças no que se refere à representação parlamentar, em âmbitos municipal, estadual e federal. As forças reacionárias possuem o domínio em todas essas esferas, impondo uma agenda de retrocessos e de retirada de direitos, nunca vista antes na história da república”, enfatizou.

Das nove plenárias que constam na programação da CUT-PE, já foram realizadas quatro nas cidades de Petrolina, Ouricuri,  Afogados da Ingazeira e Goiana, discutindo temas sobre saúde do trabalhador, agricultura familiar, juventude, emprego e renda.

A CUT Pernambuco reafirma que é fundamental a participação da população pernambucana, dos movimentos sociais organizados, das entidades sindicais e da militância comprometida com a luta de classe, para ajudar na construção desse importante instrumento de debate social, de propostas concretas que apontarão os caminhos para construção de um estado forte, economicamente ativo e com capacidade de promover as políticas públicas eficazes e necessárias para garantir a dignidade do povo pernambucano.

 

carregando
carregando