• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Reajustes ficará nas mãos do novo Congresso

Durante ato público, no Ministério do Planejamento, a Condsef/Fenadsef e outras entidades nacionais de servidores chegaram a ser recebidas pela governo, mas a conversa foi a mesma de sempre.

Publicado: 14 Setembro, 2018 - 17h22

Escrito por: Ascom Sindsep-PE

notice

Na última quinta-feira (13), os servidores federais realizaram uma série de mobilizações em Brasília. Durante ato público, no Ministério do Planejamento, a Condsef/Fenadsef e outras entidades nacionais de servidores chegaram a ser recebidas pela governo, mas a conversa foi a mesma de sempre. “Não tem recurso. Não existe previsão de reajuste para o ano que vem”, conta o secretário geral da federação, Sérgio Ronaldo.

Por isso, passado o primeiro turno das eleições, a Condsef/Fenadsef vai dar início a uma força tarefa, no Congresso, por emendas parlamentares na Lei Orçamentária Anual (LOA) 2019, que garantam esses aumentos. “A maior parte da categoria não teve reajuste este ano e corre o risco de não ter no ano que vem. Vamos lutar por recomposição, já que a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) abre essa possibilidade”, explica o secretário geral do Sindsep-PE, José Felipe.

“Mas, a aprovação dessas emendas vai depender da composição do novo Congresso”, alerta o coordenador geral do Sindsep-PE, José Carlos de Oliveira. “Por isso, a categoria precisa votar consciente, em candidatos que se comprometam com o serviço público brasileiro, com as políticas públicas, com um Brasil melhor e mais justo. Se forem mantidas as mesmas bancadas da composição atual, com ruralistas, empresários, e toda a turma conservadora, a expectativa é, senão outra, de terra arrasada”, adverte o sindicalista.

Para ajudar a base na escolha dos candidatos, o Sindsep-PE trouxe, no GARRA de setembro, uma série de reportagens sobre as eleições 2018. No jornal, o leitor terá informações sobre as propostas para o serviço público dos candidatos à Presidência da República. Também conhecerá os aspirantes ao governo de Pernambuco, bem como o posicionamento de cada deputado federal e senador pernambucano nas votações dos projetos do governo Temer que retiraram direitos da classe trabalhadora. O GARRA está disponível no site do sindicato (www.sindsep-pe.com.br). Entra lá e confere!

carregando