• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Sindicato participa do Dia Nacional em Defesa dos Bancos Públicos

Sindicatos de todo o País vão participar nesta quinta-feira (6) do Dia Nocional em Defesa dos Bancos Públicos.. 

Publicado: 06 Dezembro, 2018 - 12h31 | Última modificação: 07 Dezembro, 2018 - 07h10

Escrito por:  SEEC-PE 

SEEC-PE
notice

Sindicatos de todo o País vão participar nesta quinta-feira (6) do Dia Nacional em Defesa dos Bancos Públicos, dando continuidade ao calendário de ações em defesa do patrimônio dos brasileiros. 

Em Pernambuco, os atos vão ocorrer a partir das 9h nas agências da Caixa – Conde da Boa Vista; Banco do Nordeste – Conde da Boa Vista; e Banco do Brasil – Rio Branco.


A presidenta do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Suzineide Rodrigues, reafirma o compromisso da entidade na luta em defesa dos bancos públicos. “Não vamos parar de lutar. Mais do que nunca, é hora de resistir e mostra que estamos unidos e cada vez mais fortes. As novas ameaças do novo governo e dos banqueiros só aumentam, indicando que teremos um ano difícil pela frente. O Sindicato estará sempre aguerrido contra essas ameaças, na defesa da classe trabalhadora e em defesa das empresas públicas”, destaca.


Além de denunciar o processo de desmonte das instituições financeiras públicas, dirigentes do Sindicato irão dialogar com os bancários e população sobre os riscos da venda dos bancos públicos, entre eles a Caixa, que é responsável pelos programas Minha Casa Minha Vida e o Bolsa Família, ações que têm papel fundamental para a redução das desigualdades no País.


São os bancos públicos que atendem a maior parcela de municípios brasileiros, sobretudo aqueles considerados menos rentáveis pelos bancos privados. Na Região Nordeste, 59,3% do total de agências são de bancos públicos; e na região Norte, 63,3%.


O desmonte destas empresas que cumprem um importante papel social já está em curso. Sob o governo Temer, aprofundou-se a precarização do atendimento à população em razão da redução do quadro de pessoal e do fechamento de agências. “Agora, a ameaça de privatização é iminente. O presidente eleito Jair Bolsonaro já anunciou uma Secretaria de Desestatização, que será responsável pela venda das estatais. A privatização já começa com propostas de fatiamento e fusão dos bancos públicos. A mobilização será fundamental para impedirmos o avanço desta agenda nefasta”, conclui a secretária de Bancos Privados do Sindicato, Cândida Fernandes.

 

carregando
carregando